Resumo do 1º Dia do Vinil

O 1º Dia do Vinil, realizado no sábado 12, foi um sucesso total. As expectativas da organização foram sendo superadas ao passo que o Espaço JK recebia mais e mais pessoas interessadas nos vinis e na boa música. Mais de 100 pessoas, ao todo, passaram pelo local, que comportou, aproximadamente, 70 expectadores durante o show da banda Subpop (o número representa a lotação máxima de público sentado da casa).  Leia abaixo o que rolou em cada seção do Dia do Vinil.

===

CLIQUE AQUI E VEJA VÁRIAS FOTOS.

===

Os toca-discos foram disputados por dezenas de discófilos

DISCOTECA POPULAR – Dezenas de pessoas escutaram todo tipo de disco de vinil na Discoteca Popular. Dentre os mais de 500 álbuns disponíveis, os mais requisitados foram o single “Beat It”, de Michael Jackson, e os 12” “The Velvet Underground and Nico”, do “The Velvet Underground”, “The Wall”, do Pink Floyd, “Apetite For Destruction”, do Guns n’ Roses” e “Mamonas Assassinas”, da banda homônima. Títulos clássicos da MPB também foram bastante procurados.

Haviam cinco toca-discos funcionando no evento. Todos com fones de ouvido adaptados e prontos para receberem os discófilos, que não pagavam nada por isso. Os discos que compuseram o acervo do 1º Dia do Vinil foram conseguidos em várias fontes: 1/3 deles são de propriedade do organizador do evento, Herbert Weil, outros 100 discos foram cedidos pelo baterista da Subpop, Rogério Schimitt, mais 40 emprestados pelo jornalista Lucinei Coelho. Além disso, o membro da Academia Vilhenense de Letras João Paulo das Virgens, levou 40 vinis seus, ao passo que o representante comercial Ronildo levou alguns discos do estilo gospel.

Também fizeram parte da Discoteca Popular discos doados pelo Estante do Vinil e Sempre Vinil. Todos esses discos foram reproduzidos nos aparelhos também vindos de vários lugares. Três toca-discos são do Dia do Vinil, que foi presenteado pelo Trocando Discos com um aparelho gradiente. Os outros três toca-discos eram do Lucinei, João Paulo e Ronildo. Um deles apresentou problemas e foi colocado em stand-by.

Os 12 discos dos Beatles e das carreiras solos de seus integrantes foram colocados na parte de maior destaque da Discoteca Popular e, por isso, foram escutados por vários discófilos.

As revistas e livros serviram de passatempo para os apaixonados por música

PROSA MUSICAL – A estante, embora modesta, fez sucesso. Mais de 10 revistas Rolling Stone, cedidas pelo jornalista Dennis Weber, se destacaram entre outros títulos igualmente interessantes relacionados à música e aos discos. Dois sofás espaçosos e confortáveis garantiam um ambiente de leitura agradável logo na entrada do Espaço JK. A edição de colecionador da Rolling Stone que traz entrevistas e fotos inéditas do fundador dos Beatles foi bem comentada.

Capa do Long Play: baixe-o em pdf

LONG PLAY – Inaugurado no evento e distribuído gratuitamente para todos os presentes, o Long Play foi lido com entusiasmo, por conter matéria de capa dos Beatles, homenageados do dia, e uma entrevista exclusiva com fotos coloridas da banda Subpop. Não conseguiu um exemplar? Nesta semana o arquivo .pdf estará disponível aqui no blog gratuitamente para ser baixado.

Derek no vocal: show de show

SUBPOP – Figura central do indie/rock de Vilhena, a Subpop fez o que sabe fazer: dar show. Sucedida de aplausos e assobios ao término de cada música, a banda interpretou músicas dos Beatles e de composição própria, causando boa impressão mesmo entre os mais conservadores. Sua bateria forte e saxofone falante ritmaram a conversa da guitarra com o baixo, enquanto o teclado  completava o arranjo.

O som foi bom mesmo, tanto que o público presente foi o maior que o Espaço JK reuniu por tantas horas. E a vontade da Subpop em tocar era tamanha que, mesmo depois de terminado o show e quase todos terem ido embora, Jack, Rogério e Derek, com participação especial de Keith (proprietário-sócio do Espaço JK), fizeram um acústico com direito a cajon, gaita, pandeiro, guitarra e saxofone, um segundo show que durou das 2 às 5 da madrugada de domingo.

BAR – Foi tanta gente no Espaço JK que nem o bar deu conta de dar cerveja pra todo mundo. Lá pelas tantas, já depois de meia noite, a cerveja chegou a acabar. Imprevisto que não atrapalhou quem queria mesmo uma gelada, visto que a lanchonete ao lado supriu a necessidade de alguns. Porções de petiscos com queijo, presunto e azeitonas também saciaram os presentes.

TELÃO – Locamos um DVD com shows e apresentações de grandes nomes da música para que o telão também combinasse com o clima musical do evento. No próximo evento, clipes e vídeos entrarão em consonância com as músicas tocadas para que você acompanhe o vídeo de cada canção, bem como suas letras.

APOIO – O 1º Dia do Vinil não teria acontecido sem muitos parceiros fundamentais. Vamos citar todos aqui, pois o sucesso do evento dependeu de cada um: Lucinei Coelho (faixa, banners, adesivos, decoração, discos e toca-disco), João Paulo das Virgens (discos, protetores para vinis e toca-discos), Rogério Schmitt (discos), Nubia Rodrigues (organização, limpeza e catalogação dos discos), Cledemar Jeferson (decoração, banners, limpeza, organização, telão e apoio), Mário Mileo (apoio técnico de som), Roberto Pires (Long Play, apoio técnico de som e divulgação), João Regert (Espaço JK, decoração, organização, divulgação, apoio técnico de som, limpeza e tudo o mais), Gentil Simplício (confecção gratuita da estante ‘Discoteca Popular’ e transporte de todos os materiais), Valdir Santuzzi (discos e Long Play), Enéas Santos (diagramação do Long Play). Também às instituições que acreditaram na iniciativa, nossos agradecimentos: Academia Vilhenense de Letras, ONG Beija Flor, Ponto de Cultura, Trocando Discos, Sempre Vinil, Catodi, Gota d’Água, gráfica Graphite,  Espaço JK e Prefeitura Municipal de Vilhena.

Resumindo: o 1º Dia do Vinil aconteceu e mostrou para que veio. Os poucos erros serão remediados e evitados, enquanto os acertos repetidos e melhorados. E por isso, no dia 20 de abril, Dia Nacional do Disco de Vinil, acontecerá o 2º Dia do Vinil. A homenagem será a um cantor ainda não definido da Música Popular Brasileira (MPB). Sugira os cantores ou bandas da MPB que você gostaria de ver no 2º Dia do Vinil mandando um e-mail para diadovinil@hotmail.com ou simplesmente comentando este post.

Veja mais fotos do 1º Dia do Vinil clicando aqui!

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Resumo do 1º Dia do Vinil

  1. Daniele Almeida

    Pena que não estive presente, porém parabenizo a todos envolvidos pela ótima iniciativa e pelo sucesso do evento!
    Minha sugestão para o proximo Dia do Vinil é o cantor Chico Buarque.
    Grata.

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s